Carregando...
JusBrasil - Política
24 de abril de 2014

"Ainda falta conscientização política na população", diz Dom Otacílio

Publicado por O Regional - O jornal que sabe de tudo (extraído pelo JusBrasil) - 1 ano atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

Ainda falta conscientização política na população. É com essa frase que o bispo da Diocese de Catanduva, Dom Otacilio Luziano da Silva, defende o trabalho que será realizado pela Igreja Católica, no que se refere às eleições municipais.

O bispo argumenta que a Igreja tem trabalhado para demonstrar aos cristãos a forma de escolher um candidato não pelo que mais favorece individualmente, mas o que será melhor ao coletivo. A Igreja não defende nenhum partido político, nem candidato e aqui em Catanduva seguimos essa orientação. A Igreja não é partidária, trabalha com a conscientização política das pessoas, dizendo que a política é importante e necessária para nós. Primeiramente conscientizar de que o nosso voto terá uma consequência, boa ou ruim. Depois reafirmar a liberdade da pessoa, não deve ser pressionada a escolher nenhum candidato, afirma.

Incentivamos a votar com ética e com moral, ou seja, não votar naquelas pessoas que não têm nenhum compromisso com a defesa da vida, do planeta e do bem da sociedade. Ajudar as pessoas a terem consciência que deve escolher aqueles candidatos que tenham compromissos com a verdade, com o bem do povo e não apenas de grupos e também aquela pessoa que defende a vida e uma ética política contra a corrupção.

Ao ser questionado sobre a Lei da Ficha Limpa, Dom Otacílio afirma que a Legislação é de extrema importância. A lei da ficha limpa é muito importante porque significa que não deveríamos votar naquelas pessoas que estão envolvidas em corrupção, na política ou fora dela, porque se estiver envolvida fora da política, consequentemente quando entrar também estará. E também não votar naqueles que compram votos. A pessoa deve estar limpa para entrar na política e isso a Igreja tem debatido muito.

Brigas entre adversários, acusações feitas pelos concorrentes também foram comentados pelo bispo. Essa questão de candidato brigar um com o outro é um mal que leva o Brasil a ter uma política suja, desacreditada. Candidato subir no palanque para falar mal do outro é sinal de que ele não tem boa proposta, que ele quer destruir o outro para ser eleito. Se o outro deve, é a obrigação da justiça analisar e impedir que ele seja candidato ou que tome posse. Candidato que sai falando mal do outro, que só denigre, já é um mal sinal e nem devemos votar nele, porque só quer subir derrubando o outro. Se ele quer ser eleito, deve ser pela proposta que apresentou. Não devemos aceitar baixarias políticas, mas elas acontecem porque o povo aceita, concluiu.

Amplie seu estudo

0 Comentários

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Atenção, mais de 20% do seu comentário está em letra maiúscula.

ou

Disponível em: http://o-regional.jusbrasil.com.br/politica/8889035/ainda-falta-conscientizacao-politica-na-populacao-diz-dom-otacilio